sábado, 21 de março de 2009

O Que Tem de Bom Por Aí - Porque Te Amo Tanto...

Olá. Estoy de nuevo a volver aquí. Sem mais enrolations no portunhol, apresento-vos esta carta romântica que encontrei no site Recantos das Letras. Este texto é de autoria de uma mulher que se intitula como "Emoções e Razões". Ela é de Palmas, no Tocantins, tem 34 anos e possui um histórico razoável de textos publicados no Recanto das Letras. Se você quiser ler mais textos dela, basta clicar neste link: Textos

Publicado no Recanto das Letras em 16/03/2009.

Todos os direitos são reservados ao autor do texto ©. O Blog do Paulinator está apenas reproduzindo o mesmo com o intuito de homenageá-lo.

PORQUE TE AMO TANTO...

Eu realmente achava que o que me fazia amar você, fosse sua inteligência, seu jeito articulado, suas digressões me impressionavam, mas com o passar dos dias, descobri que não era só isso, pois sendo quem sou, nada adiantaria um homem com citações brilhantes, se ele não conseguisse rir das suas próprias besteiras, se não soubesse aproveitar, as delícias do ócio de um sábado quente...

Então percebi que seu bom humor, era essencial e natural.

Só que, como nem tudo pode, ou deve ser piada, e em certas horas, quero alguém que me conforte a alma...então pensei, na realidade, te amo porque, és além de tudo que já disse, um poço de sensibilidade.

As emoções, o intenso e incomparável desejo, o tão sonhado beijo.

Pensando assim, vejo mais motivos para esse incontrolável querer, ter você...continuar meu fervoroso imaginar, te encontrar, amar, e por você ser amada, domada, em seus braços tomada... Hummm!!! Então é essa a verdade, amo a sua virilidade.

Essa voz que entoa a pura sedução, que me faz tremer, corpo, alma e coração. Que me faz sentir tão desejada, com a urgência de ganhar beijos e ter a roupa arrancada.

Penso em tudo que já nos dissemos, nada disso adiantaria, ser apenas desejada... e depois do suadouro, o que viria, ou o que resta? Pra mim, não é só o prazer que interessa.

Isso seria triste e até doloroso, se depois da intimidade, eu pudesse ter um olhar pasmo, e ser esmagada, por um sentimento vazio, depois do orgasmo.

Nada disso vale, se não for acompanhado de carinho e de cuidado, então concluí... cansei de tentar adivinhar, o que me faz tanto te amar e desejar. Após todas essas enumerações de suas indizíveis perfeições, sei exatamente, o que me faz amar tanto você, é essa minha incapacidade de explicar o que sinto, apesar de estar aqui mais uma vez a tentar.

Porque o amor existe, assim quando não é possível entender, o motivo, ou justificá-lo, e eu aqui, pensando em você, querendo beijá-lo e pouco me importando, se faz algum sentido tudo que falo.

"Amar tanto assim, dispensa a sanidade, e até a tentativa de achar coerência... estou aqui, chorando de vontade, feito criança."

2 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

Tem selo "Prêmio da Amizade" pra vc la.

Bom domingo.

beijooo.

lili laranjo disse...

Paulo
Com um lindo dia de sol a mostrar a primavera vejo-o por aqui
Obrigada. por passar tbm no meu blog...

já guardei o selo...