sábado, 17 de janeiro de 2009

Insensatos X Sábios

“Para o insensato, praticar a maldade é divertimento; para o homem inteligente, o ser sábio.”

Mais uma vez posto aqui uma reflexão a respeito de um versículo da Bíblia. É um livro fascinante e, embora seja em algumas partes difícil de entender seu significado, é uma ferramenta importante na mudança da vida de muita gente. Há aqueles que a contestam dizendo ter sido ela escrita por homens, mas bem sabemos que Deus não poderia simplesmente pegar um papel e escrever nele todos os seus pensamentos. Ao longo dos séculos ele inspirou homens de diferentes épocas para que registrassem suas grandiosas experiências e passassem para as gerações posteriores aquilo que era concernente às Suas revelações.

Bem, voltando ao assunto em questão, nada mais justo e óbvio é concordar com cada vocábulo escrito nesse versículo. Os insensatos de hoje são aqueles que se prendem apenas a uma coisa: eles próprios. Tais pessoas não se importam com o próximo e simplesmente esquecem que além delas, todos os outros têm sentimentos, inteligência e discernimento. Infelizmente, parece que elas não são capazes de se preencher com o prazer de sair com os amigos na rua e a ninguém prejudicar. Mas não! Essas pobres pessoas se desvirtuam do que é comum, civilizado e correto para tirar a paz dos outros. Saíram com os amigos, mas foram também atirar pedra na janela dos outros. Caminharam mais um pouco e judiaram de um animal abandonado. Finalmente, andaram mais um pouquinho e esmurraram de pancadas o pobre mendigo.

É triste ver tais indivíduos que se nomeiam civilizados desempenharem tal papel. Para eles, “(...) praticar a maldade é divertimento”. Não encontro aqui, soluções para que isso acabe. Por mais que o governo em seus poderes executivo, legislativo e judiciário trabalhe em busca de uma sociedade ordeira e justa para todos, infelizmente sempre haverá aqueles que se desentenderão com as diretrizes instituídas e praticarão as mais absurdas e condenáveis violências contra o máximo de pessoas que puderem atingir.

Para finalizar, peço a todos que sejamos inteligentes. Buscar a sabedoria é procurar chegar o mais próximo da perfeição. Aí você me pergunta: como encontro a sabedoria a que você se refere? Simples – eu respondo. Um dia, de tanto procurarmos, por mais que não encontremos, batendo em diversas portas e não logrando êxito, com certeza mais cedo ou mais tarde acharemos.

Um abraço... até a próxima.

Por Paulo de Tarso

4 comentários:

Deisy disse...

muito bom o texto... concordo qundo vc diz pra persistir que com certeza a gente conseguee

bom sábado

Paulo disse...

Que bom que gostou.

Mas é melhor ainda ver que você voltou a aparecer. O seu blog andou meio abandonado ultimamente (e o meu também... rsrsrsrsrsrsrs)

Paulo disse...

Vamos lá, galera...

Comentem...

Ufs...

:-(

Paulo disse...

Brincadeirinha.

Rsrsrsrsrsrsrsrsrsrs

;->